Eu, Impossível

Yo, Imposible
Patricia Ortega | Colômbia, Venezuela | 97 min | 2018
CONTEMPORÂNEOS

Ariel é uma jovem modista cujo primeiro encontro íntimo com um garoto se transforma em uma experiência extremamente dolorosa. Há algo estranho com seu corpo. Depois de uma consulta médica, recebe um diagnóstico duvidoso. Aprofundando-se com grande esforço em seu passado, Ariel descobre que nasceu diferente e foi submetida a diversas cirurgias quando bebê para se transformar completamente em mulher. Esta verdade a faz mergulhar em um caminho para encontrar o perdão e a liberdade. Um filme sensível sobre ser intersexual e a liberdade. Ganhador do Fund of Women in Film LA 2018.

Ariel es una joven modista cuyo primer encuentro íntimo con un chico, resulta en una experiencia extremadamente dolorosa. Hay algo extraño con su cuerpo. Después de una visita médica, obtiene un dudoso diagnóstico. Aprofundando tenazmente en su pasado, Ariel descubre que ella de hecho nació diferente y fue sometida a varias cirugías cuando era bebé para ser convertida completamente en una mujer. Esta verdad la sumerge en un camino para encontrar el perdón y la libertad. Una película sensible sobre ser intersexual y la libertad. Ganadora del Fund of Women in Film LA 2018.

PATRICIA ORTEGA (Maracaibo, Venezuela, 1977) formou-se na Escola Internacional de Cinema e TV (EICTV) em Cuba. Atualmente trabalha como produtora executiva, roteirista e diretora. Seu primeiro longa de ficção, El Regreso, alcançou grande sucesso nos cinemas venezuelanos em 2013. Eu, Impossível é seu segundo longa-metragem.

PATRICIA ORTEGA (Maracaibo, Venezuela, 1977) se graduó en la Escuela Internacional de Cine y TV (EICTV) en Cuba. Actualmente trabaja como productora ejecutiva, guionista y directora. Su primer largometraje de ficción, El Regreso, tuvo mucho éxito en los cines venezolanos en 2013. Yo, Imposible es su segundo largometraje.

25 de julho (quinta-feira)

19h00
Scroll to top